Anterior1 de 10Próximo
10.º Sporting 3-6 Benfica (Campeonato)
Sporting 3-6 Benfica
Sporting 3-6 Benfica

14 de Maio de 1994. Um dos sábados mais chuvosos que Lisboa teve o desprazer de conhecer trouxe também consigo um temporal de golos. Foi o jogo dos jogos. O orgasmo futebolístico que arrepiou os pêlos da nuca de qualquer amante de futebol. Uma orgia de pontapés, cabeçadas, fintas e sprints de deixar a língua de fora que, por sua vez, de fora deixou a língua de muitos.
Vou-me deixar de hipocrisias: não me lembro de nada. Ainda nem três anos tinha na altura. Muitos de vós não se lembrarão também. Mas quantos já não perderam horas e horas a procurar na Internet e na RTP Memória nem que seja o resumo destes nove pedaços de céu que mais de 60 mil presenciaram em Alvalade?
Foram 90 minutos como poucos. Aliás, acredito que nunca voltemos a presenciar tal tipo de jogo por muitos derbies a que assistamos. É que nunca as duas equipas lisboetas mediram forças tão iguais e tão interessantes: de um lado havia um Benfica enorme, com Isaías, Neno, Mozer, Schwarz e um Rui Costa que nem a campo foi. Do outro, aquele que muitos acreditam ter sido o melhor Sporting de sempre, com estrelas como Figo, Balakov, Stan Valcxx, Paulo Sousa e até mesmo Jorge Cadete. No final, um outro nome fez a diferença. Sousa Cintra chamara-lhe “mercenário”. Os benfiquistas optaram por “Menino d´Ouro”. João Vieira Pinto, em menos de quinze minutos, fez um inenarrável hat-trick que ainda hoje vive e sobrevive na memória de milhões. Naquela relva empapada presenciava-se História: aquele havia de ser o jogo da vida de João Pinto e um dos mais gloriosos encontros que o Glorioso havia de disputar. Impossível, portanto, não o colocar neste TOP 10.

Vejam o resumo do jogo em: http://www.youtube.com/watch?v=Ww_DOQN2Sg8

Anterior1 de 10Próximo
10.º Sporting 3-6 Benfica (Campeonato)

Comentários